René Descartes
HAHAHHA.jpg

Em 31 de março de 1596 nasce na cidade de La Haye - França; o filósofo, matemático e físico René Descartes. Filho de pais franceses, onde sua mãe morre um ano após seu nascimento, Descartes foi criado por uma babá, avó e também seu pai. Aos 9 anos começa sua vida escolar no colégio Jesuíta Royal Henry. Atendendo ao pedido de seu pai formou-se em direito, mas não exerceu a profissão. Em seguida alista-se para o exercito holandês e lá conhece o médico Isaac Beckman, que foi um grande incentivador para ele estudar matemática e física. Em 1621 renunciou a carreira de militar para prosseguir com os estudos na ciência e filosofia.
Sua primeira obra chama-se Essays Philosophiques, Descartes tem como obra mais famosa O Discurso do Método, onde tem sua mais famosa frase - “Penso, logo existo”. Nos anos seguintes produziu varias outras obras como:

  • Regras Para Orientação do Espírito, 1628.
  • O Discurso Sobre o Método, 1637.
  • Geometria, 1637
  • Meditações Sobre a Filosofia Primeira, 1641.
  • Princípios da Filosofia, 1644.

Descartes com sua obra O Discurso do Método foi considerado pai da Filosofia Moderna, neste discurso ele propôs a ideia de que nunca acreditássemos no falso, mas sim no verdadeiro partindo de quatro regras: “Nada é verdadeiro até ser reconhecido como tal; os problemas precisam ser analisados e resolvidos sistematicamente; as considerações devem partir do mais simples para o mais complexo; e o processo deve ser revisto do começo ao fim para que nada importante seja omitido”. René Descartes também é criador do Pensamento Cartesiano.
Em 1649, vai a Suécia a pedido da Rainha Cristina da Suécia para ser seu conselheiro. Descartes teve sua saúde agravada pelo frio que fazia no pais, ele desenvolveu uma pneumonia e veio a óbito no dia 11 de fevereiro de 1650.
Descartes enquanto vivo lutava por um mundo onde a fé não desse ordens as relações humanas, mas ficasse retida a um lugar específico, ao culto de cada um, não invadindo os costumes, da política, da filosofia e da ciência. Também defendia a ideia de que a razão deveria de ser dominante da vida humana, e que todos nós somos iguais perante a lei e que possuímos o direito e dever de se expressar.

Sobre a imagem

Figura 1: René Descartes;
Fonte da imagem:
https://www.google.com.br/search?q=rene+descartes&espv=2&biw=1366&bih=667&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ei=i1ksVcfjCreKsQT5vIGoCQ&ved=0CAYQ_AUoAQ#imgrc=lSgymyVLJ9ikIM%253A%3BwPNxhlLm16M1MM%3Bhttp%253A%252F%252Fupload.wikimedia.org%252Fwikipedia%252Fcommons%252F7%252F73%252FFrans_Hals_-_Portret_van_Ren%2525C3%2525A9_Descartes.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Fen.wikipedia.org%252Fwiki%252FRen%2525C3%2525A9_Descartes%3B817%3B1000

Referências

Ipm. Disponível em<http://www.lpm.com.br/site/default.asp?TroncoID=805134&SecaoID=948848&SubsecaoID=0&Template=../livros/layout_autor.asp&AutorID=062525> Acesso em 13 de Abril de 2015.
E-biografias. Disponível em <http://www.e-biografias.net/rene_descartes/> Acesso em 13 de Abril de 2015.
Info Escola. Disponível em <http://www.infoescola.com/filosofos/rene-descartes/> Acesso em 13 de Abril de 2015.
Historia do Mundo. Disponível em <http://www.historiadomundo.com.br/idade-moderna/precursores-do-iluminismo.htm> Acesso em 13 de Abril de 2015.

Autoria do verbete

Cálita Hadassa
Mayara Zamoner
Estudantes da Turma EMI TST 2014

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License