Judaísmo EMITST2016 A
simbolos-religiosos-1_xl.png

Origem

Algumas escrituras sagradas encontradas, por volta de 1800 a.C, Abraão recebeu um sinal de Deus para abandonar o politeísmo e para viver em Canaã. Isaque, filho de Abraão, tem um filho chamado Jacó. Este lutou , num certo dia, com um anjo de Deus e tem seu nome mudado para Israel. Os doze filhos de Jacó deram origem às doze tribos que formavam o povo judeu. Por volta de 1700 a.C, o povo judeu migrou para o Egito, porém foram escravizados pelos faraós por aproximadamente 400 anos. A fuga do Egito foi comandada por Moisés, que recebeu a tábua dos Dez Mandamentos no monte Sinai. Durante 40 anos ficam peregrinando pelo deserto, até receber um sinal de Deus para voltarem para a terra prometida, Canaã.
Jerusalém é transformada num centro religioso pelo rei Davi. Após o reinado de Salomão, filho de Davi, as tribos dividem-se em dois reinos : Reino de Israel e Reino de Judá. Neste momento de separação, aparece a crença da vinda de um messias que iria juntar o povo de Israel e restaurar o poder de Deus sobre o mundo.
A história do povo Judeu é também uma história de diásporas, isto é, de exílios.
Entre 500 a.C. e 100 d.C, sucederam-se, em Israel, as dominações estrangeiras: primeiro os babilônicos, depois os persas, depois Alexandre Magno, os remos gregos, e por fim os Romanos. Nos séculos seguintes, a diáspora continuou cada vez mais intensa. Os livros da história recordam a expulsão dos Judeus de Espanha, em 1494 e o extermínio pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial.

Características

  • O Hebraico é Usado como Língua Litúrgica nos Cultos judaicos e na Leitura da Torá..
  • Os judeus guardam o sábado como dia de descanso e oração, assim como Deus descansou no sétimo dia da semana da criação O judaísmo é considerado a primeira religião monoteísta a aparecer na história. Tem como crença principal a existência de apenas um Deus, o criador de tudo.
  • Para os judeus, Deus fez um acordo com os hebreus, fazendo com que eles se tornassem o povo escolhido e prometendo-lhes a terra prometida.
  • Os cultos judaicos são realizados num templo chamado de sinagoga e são comandados por um sacerdote conhecido por rabino do mundo.

Explicação sobre a origem do mundo e do ser humano

Os judeus acreditam que foi Deus que criou o mundo e tudo que nele existem, isso em 7 dias. Acreditam também que os seres humanos foram feitos à semelhança de Deus.

Livro sagrado

O livro sagrado dos judeus é a Bíblia, uma coleção de textos de natureza histórica, literária e religiosa. A Bíblia judaica equivale ao Antigo Testamento, porém é organizada de maneira um pouco diferente. Essa organização diferenciada da Bíblia que conhecemos é chamada de Torá ou Pentateuco.

Símbolos sagrados

Estrela de Davi - (chamada de Escudo de Davi), é um símbolo real, um selo de realeza representativo do reinado de Davi sobre a Terra, e por extensão do futuro Reino Messiânico sobre a Terra.

Kipá: A kipá deve estar sempre sobre nossa cabeça, lembrando que há alguém acima de nós, que nos acompanha e observa nossos atos.

Na crença judaica o ser humano foi feito à imagem e semelhança de Jeová (Deus). É uma religião monoteísta. O judaísmo é a mais antiga das quatro religiões monoteístas do mundo e a que tem o menor número de fiéis. Segundo analistas, se não houvesse o Holocausto - matança em massa de judeus -, o número de judeus seria de 25 a 35 milhões em todo o mundo.

Profetas e personagens importantes

Abraão recebeu um sinal de Deus para abandonar o politeísmo e para viver em Canaã.
Moisés: comandou a fuga do Egito e que recebeu as tábuas dos Dez Mandamentos no monte Sinai.
Rei Davi: transforma Jerusalém num centro religioso .

Principais rituais

Circuncisão: Oito dias após o nascimento os meninos são circuncidados, conforme o mandamento da Torá: "Deveis circuncidar a pele do prepúcio, e este será o sinal da aliança entre nós. Cada varão dentre vós, em cada geração, será circuncidado no oitavo dia". A circuncisão é feita por um especialista- Os padrinhos levam a criança até o "representante", que a segura durante a cerimônia.
Bar Mitsvá e Bat Mitsvá: Aos treze anos o menino judeu se torna um Bar Mitsvá, expressão em hebraico que significa "filho do mandamento". Isso acontece na sinagoga, no primeiro sábado após seu 13° aniversário. Durante o ano precedente ele deve ter aulas com um rabino ou outra pessoa instruída, para aprender as leis e os costumes judaicos. Quando chega o dia, ele deve se levantar e ler alto seu texto, cantando-o conforme o costume isso confirma que ele passou a ser um membro pleno da congregação.
Casamento:. O casamento é considerado o modo de vida ideal, instituído por Deus. Um judeu tem por obrigação casar com uma pessoa judia. Alguns dias antes do casamento a mulher deve tomar um banho ritual. No dia do casamento, o noivo e a noiva ficam em jejum até o final da cerimônia. O casamento pode ser celebrado em qualquer lugar, mas normalmente acontece na sinagoga. Em geral é um rabino que realiza a cerimônia e lê as bênçãos e exortações. Os noivos então compartilham de um mesmo copo de vinho, como sinal de que irão dividir tudo o que a vida lhes trouxer. Em seguida, o noivo põe a aliança no dedo da noiva, dizendo em hebraico: "Eis que tu és consagrada a mim por esta aliança, segundo a Lei de Moisés e de Israel".
Enterro: deve ocorrer o mais rápido possível depois da morte. A cremação não é permitida. 0 corpo do falecido é lavado, vestido com uma roupa branca simples e colocado num caixão de madeira sem ornamentos. Os homens são enterrados com seu xale de oração. Não se usam flores nem música na cerimônia, que é realizada pelo cantor sacro. Ele joga três pás de terra sobre o caixão enquanto recita: "O Senhor dá e o Senhor tira — bendito seja o nome do Senhor".

Rituais anuais:
Páscoa - comemora-se a libertação da escravidão do povo judeu no Egito, em 1300 a.C
Rosh Hashaná - é comemorado o Ano-Novo judaico.

Visão sobre a morte
A morte não é uma tragédia, mas algo natural. Os judeus se veem como "hóspedes temporários" de passagem pela Terra. Ou seja, a alma sobrevive mesmo que o corpo tenha falecido. Se foram bons e dignos em vida, a alma será recompensada no além. E é para que siga iluminada que amigos e familiares cumprem uma série de rituais.
"Pois do pó viestes, e ao pó retornarás", Bereshit 3:19
Diferentes vertentes
Judaísmo Ortodoxo: Corrente que se caracteriza pela observação rigorosa dos costumes e rituais em sua forma mais tradicional, segundo as regras estabelecidas pelas leis escritas e na forma oral. É a mais radical das vertentes judaicas.

Judaísmo Conservador: corrente judaica que não admite modificações profundas na essência de suas liturgias e crenças, mas permite a adaptação de alguns hábitos, conforme a necessidade do fiel.

Judaísmo Reformista: defende a introdução de novos conceitos e idéias nas práticas judaicas, com o objetivo de adaptá-las ao momento atual.

Número de adeptos no Brasil e no mundo: o judaísmo é a religião monoteísta com menor numero de de adeptos no mundo. Estima-se que existam 13,2 milhões judeus no mundo, sendo que 110.000 estejam no Brasil

Sobre a imagem

candelabro de sete pontas que foi construído por Moisés, são velas que representam luz e iluminação do caminho

https://www.google.com.br/#q=judaismo

Referências

GAARDER, Jostein; HELLERN, Victor; NOTAKER, Henry. Livro das religiões. São Paulo: Editora Schwarcz Ltda, 2000. Disponível em: <http://ir.nmu.org.ua/bitstream/handle/123456789/143146/99c47c08f92d99f1794d7bf298846a7d.pdf?sequence=1>. Acesso em: 01 jul. 2015.

GREGÓRIO, Sérgio Biagi. Judaísmo e Espiritismo. Disponível em: <http://www.sergiobiagigregorio.com.br/palestra/judaismo-e-espiritismo.htm>. Acesso em: 01 jul. 2015.

MACHADO, Carlos. Judaísmo. Disponível em: <http://religioes.home.sapo.pt/judaismo.htm>. Acesso em: 01 jul. 2015.

Autoria do verbete

Jackson William Rodrigues da Silva
João Rabaioli Neto
Marcelo Augusto de Simas

Turma EMITST2016 A

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License