Judaísmo EMITAI 2016 B
Judeu%20bacana.jpg

As principais características do judaísmo

Há um Deus único, invisível, de natureza espiritual, exterior e transcendente ao mundo material.Deus criou o mundo do nada e cuida dele (Providência).Deus revela-se pelos profetas.O tempo é linear, progressivo e marcado por acontecimentos históricos, que se renovam nas festas e no culto. O objetivo é a salvação da alma do crente.A circuncisão é um ato solene de apropriação e aceitação das doutrinas judaicas básicas e tem o significado simbólico de um sinal da Aliança outrora firmada entre Deus e Abraão. (Temática Barsa).
Algo interessante é que não existe um consenso mundial definindo quem pode ou não ser um judeu. Segundo alguns rabinos, alguém é judeu quando seus pais são ou quando é formalmente convertido ao judaísmo. Uma pessoa pode ser judia mesmo não tendo fé em Deus ou não seguindo suas normas de conduta. Por outro lado, há os rabinos que afirmam que alguém que não aceita os preceitos da Torá ou os “Treze princípios da fé”, não pode ser considerado judeu.
Dentro do judaísmo, existem várias correntes, diferenciando muito na maneira de pensar e de agir

Origem:

O judaísmo é a religião monoteísta mais antiga do mundo e possui baixo numero de adeptos, cerca de 12 a 15 milhões. Originou-se por volta do século XVIII a.C., quando Deus mandou Abraão procurar a terra prometida. Seu desenvolvimento ocorreu de forma conjunta ao da civilização hebraica, através de Moisés, Davi, Salomão etc., sendo que foram esses dois últimos os reis que construíram o primeiro templo em Jerusalém.

Os livros sagrados dos judeus :

A Torá ou Pentateuco, de acordo com os judeus, é considerado o livro sagrado que foi revelado diretamente por Deus. Fazem parte da Torá : Gênesis, o Êxodo, o Levítico, os Números e o Deuteronômio. O Talmude é o livro que reúne muitas tradições orais e é dividido em quatro livros: Mishnah, Targumin, Midrashim e Comentários.

Divindades:

Os judeus acreditam em um só Deus, conhecido como Javé ou Jeová. Este seria uma força única e oculta, um ser onipresente, onipotente e onisciente, que une todos os acontecimentos do espaço e do tempo. Segundo a religião judaica, o mundo é fruto da própria vontade e imaginação de deus, o qual teria criado o que entendemos como universo. Deus deve ser adorado como autoridade suprema do universo, sendo que o pecado mais mortal de todos é o da idolatria, ou seja, a prática de adoração a ídolos e imagens.

Visão da morte:

Os livros sagrados judaicos jamais fizeram referência a vida após a morte ou a existência de céu ou inferno
Sendo assim a morte no judaísmo não têm um conceito fixo, essa questão depende muito da subjetividade das diferentes correntes judaicas, variando do conceito de reencarnação até a morte permanente da alma

Estrela%20de%20david%20bem%20man.jpg

Símbolos sagrados do judaísmo:
O Selo de Salomão é o maior símbolo do Judaísmo. Ele representa os elementos do universo água, fogo, terra e ar. Mas não se pode afirmar que foi realmente o símbolo do Rei Salomão nem o do Rei Davi.

Principais rituais do judaísmo:

Purim - os judeus comemoram a salvação de um massacre elaborado pelo rei persa Assucro.
Páscoa ( Pessach ) - comemora-se a libertação da escravidão do povo judeu no Egito, em 1300 a.C.
Shavuót - celebra a revelação da Torá ao povo de Israel, por volta de 1300 a.C.
Rosh Hashaná - é comemorado o Ano-Novo judaico.
Yom Kipur - considerado o dia do perdão. Os judeus fazem jejum por 25 horas seguidas para purificar o espírito.
Sucót - refere-se a peregrinação de 40 anos pelo deserto, após a libertação do cativeiro do Egito.
Chanucá - comemora-se o fim do domínio assírio e a restauração do tempo de Jerusalém.
Simchat Torá - celebra a entrega dos Dez Mandamentos a Moisés.
Circuncisão- realizada com meninos com meninos de 8 anos de idade, representando a aliança de Deus e Abraão.
Os cultos são realizados nas sinagogas. Os homens usam o Kippá; que é uma espécie de touca usada em forma de respeito a Deus.

Judeu%20legal.jpg

Diferentes vertentes do judaísmo

. Ortodoxia: é a classificação moderna para a vertente tradicional do Judaísmo que defende o estilo de vida baseado na "Halacha" (Lei Judaica) e considera a Torá como literalmente a Palavra de Deus.

. Reforma do Judaísmo: também conhecido como Judaísmo Liberal, Progressista ou Reformista; submete a lei religiosa e os costumes ao julgamento humano na tentativa de diferenciar entre as facetas da Torá o que são mandatos divinos e aqueles que são específicos para o tempo em que foram escritos.

. Judaísmo Conservador: surgiu no início do século XX, como uma reação ao liberalismo da Reforma do Judaísmo. Procurou conservar a tradição através da aplicação de novos métodos históricos de estudo dentro dos limites da Lei Judaica (Halachá) para o meio da sociedade americana.

. Reconstructionismo: é a denominação mais recente e vê o Judaísmo como um processo contínuo de evolução, incorporando as crenças e tradições judaicas herdadas com as necessidades do mundo moderno.

Adeptos no Brasil e no mundo:

Segundo o IBGE havia no ano de 2010, 107.329 judeus no Brasil, a segunda maior comunidade judaica da América Latina e a 11ª no mundo.
O judaísmo tem ao todo cerca de 12 a 15 milhões de seguidores. É a mais antiga das quatro religiões monoteístas do mundo e a que tem o menor número de fiéis. Ao todo são cerca de 12 a 15 milhões de seguidores. Se não houvesse o Holocausto o número de judeus seria de 25 a 35 milhões em todo o mundo. E a maioria viveria na Europa.
Atualmente, a maioria dos judeus vive em Israel e nos Estados Unidos. Na Europa, a maior comunidade judaica encontra-se na França. O judaísmo não é uma religião missionária.

Profetas:

Os autores bíblicos dos livros proféticos dividiam-se no Antigo Testamento em quatro grandes profetas: Isaías, Jeremías, Ezequiel e Daniel, e doze profetas menores, que escreveram os livros breves: Oseas, Joel, Amós, Abdías, Jonás, Miquías, Nahúm, Habacuc.

Sobre a imagem

Como vemos anteriormente, existem várias correntes do judaísmo no mundo. Observando os dois judeus acima (ortodoxo e conservador) é clara a diferença entre as várias correntes judaicas, evidenciando que o judaísmo é uma religião/cultura que não tem uma indentidade única, dependendo bastante da subjetividade da época e da região.

Referências

http://www.resumosetrabalhos.com.br/profetas-no-cristianismo-e-judaismo.html
http://www.suapesquisa.com/judaismo
http://brasilescola.uol.com.br/religiao/judaismo.htm
http://brainly.com.br/tarefa/2671515
http://www.gotquestions.org/Portugues/Judaismo.html
http://www.suapesquisa.com/judaismo
http://www.pt.chabad.org/library/article_cdo/aid/1732460/jewish/O-Que-Divindade.htm

Autoria do verbete

Eduarda Ferronato
Erik Gustavo Trein
Henrique Fuga Duran
Laura Maria Ludescher

EMITAI 2016 B

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License